Como o Facebook e Instagram conectam marcas e consumidores no Carnaval

12057007_228992697433684_966228582_n
Diz o dito popular que o ano no Brasil só começa depois do Carnaval. Mas se você quer aproximar sua marca dos consumidores, pode esquecer essa ideia. Sua preparação tem que começar antes e nossas plataformas vão te ajudar a ter o melhor resultado para seu negócio.
Além de ser a festa mais popular do país, o Carnaval também é responsável por aquecer a economia brasileira. Segundo o Ministério do Turismo, a folia movimentou 6,6 bilhões de reais em 2015. O evento leva as pessoas às ruas, mas todos continuam conectados em seus celulares e tablets. Prova disso é que no ano passado, Facebook e Instagram tiveram juntos mais de 495 milhões de interações durante o feriado. Para as marcas, é uma oportunidade de alcançarem os seus consumidores na palma da mão deles e em qualquer lugar.
No Facebook, durante a folia, as imagens e vídeos ganham destaque. A publicação de fotos tem um aumento de 27% comparado a semanas anteriores e vídeos aumentam em 130%. Para Pérola Cussiano Brand Development Lead do Instagram, a data é sinônimo de imagem. “O Carnaval, assim como o Instagram, consegue trazer o visual como ponto principal de impacto das pessoas”, diz. Além disso, cresce em 26% postagens que relacionam o tema celebração, de acordo com dados internos do Facebook do primeiro trimestre 2015.
No Carnaval, com as pessoas conectadas no Facebook e Instagram, as empresas podem aproveitar a folia para aumentar a conversa entre marca e consumidor a partir de conteúdos visuais e que sejam relevantes para a temática. Exemplo disso, foi a Seda que, em 2015, desenvolveu uma campanha de tutoriais em vídeo de penteados de cabelo para impactar as mulheres brasileiras de 18 a 34 anos interessadas na celebração no Facebook.
Ao criar uma campanha, o importante é a marca manter o foco na mensagem para alcançar efetivamente o público-alvo. “A combinação de objetivo de negócio com uma estratégia que contextualize a empresa na conversa, como o carnaval, faz com que as pessoas estejam mais receptivas a reagiram a exposição”, afirma Pérola. Hoje, 81% das pessoas no Instagram afirmam que já tomaram um ação depois de visualizar uma publicação, segundo a pesquisa Instagram Internal Millennial Study across 12 markets, September 2015.
Para ajudá-lo a construir uma estratégia mais assertiva para sua marca, separamos alguns números importantes abaixo. Confira!
12521798_203718229971965_1590528230_n.png

B 2 B Social Media® – Vinhedo | Valinhos | Campinas | (19) 99894.9388 Whatsapp ou (19) 3876.5218 | www.b2bsm.com.br | denys@b2bsm.com.br

B 2 B Social Media®  – Vinhedo | Valinhos | Campinas & Região Metropolitana 

Anúncios

Facebook: como diminuir a quantidade de besteira e parar de perder tempo

15161228

Redes sociais como o Facebook são um tanto difíceis de lidar. É bem comum se tornarem um problema, sugando toda a produtividade e/ou tempo livre das pessoas. É por isso que alguns, como o GNV, preferem abandonar de uma vez. Outros se sentem tão negativamente impactados que criam mobilizações enormes protestando contra as ferramentas.

Ouvi falar de um cara que passou um ano sem internet e documentou suas impressões sobre o período de abstinência. E ele detalha ali como muitos dos vícios que parecem ser da internet não são necessariamente algo que se refere apenas a esse mundo no qual ela é uma ferramenta essencial.

Isso me lembrou de um “tutorial de filtros” que eu montei pra minha mãe, quando ela começou a usar o Facebook.

Como filtrar o Facebook

Uma forma de fazer isso é ir direto no perfil da pessoa e parar o mouse por cima do botão “Friends”. Vai aparecer esta tela.

facebook01.jpg

Aqui você pode escolher se quer ou não que as postagens deste amigo apareçam na sua timeline.

Se quiser, não precisa excluir por completo a existência da pessoa na sua vida digital. Dá para ser um pouco mais compassivo e escolher o que você quer ver. Pode escolher entre eventos da vida, atualizações de status, fotos, jogos (bom pra evitar aquelas notificações de games), entre outras coisas.

facebook02.jpg

O Facebook contem 5 graus de visibilidade (ou filtros) das informações que aparecem no news feed.

    • Show all updates: Mostra tudo o que a pessoa postar, atualizar ou fizer. Só tenho por volta de três pessoas nessa categoria;

    • Most updates: apresenta a maioria das coisas que a pessoa postar ou atualizar. Dá pra selecionar quais serão mostradas no news feed. Pouquissimos contatos estão nesta categoria. Diria que 1%;

    • Only important: só fatos relevantes (fotos com texto, mudança de status etc) chegam até o news feed. 99% dos meus contatos está nesta posição;

    • Not show on news feed: as atualizações da pessoa simplesmente não chegam até a minha pagina;

    • Unfriend : “desamigar”, retirar dos contatos.

Ao adicionar alguém novo, coloco na categoria “most updates”. Conforme a pessoa for postando, ela pode subir ou descer nesses degraus. Geralmente as pessoas descem os degraus – embora nenhum chegou até o ‘unfriend’ – por conteúdo que não me agrada ou pela quantidade de posts – inúteis ou não – durante o dia.

Com isso, as noticias que aparecem no meu Facebook geralmente são interessantes e enxutas, não me fazendo perder tempo com piadinhas, fotos de acidentes, cães/gatos, #jogodavelha etc.

Vocês usam estes filtros também? Ou tem outras formas de curadoria?

B 2 B Social Media® – Vinhedo | Valinhos | Campinas | (19) 99894.9388 Whatsapp ou (19) 3876.5218 | www.b2bsm.com.br | denys@b2bsm.com.br

B 2 B Social Media®  – Vinhedo | Valinhos | Campinas & Região Metropolitana 

Programa de Treinamento em Mídias Sociais para o Mercado Imobiliário

cover-16_1120_480_c

Programa de Treinamento em Mídias Sociais para o Mercado Imobiliário 

 Assim como a maior parte dos setores da economia, o mercado imobiliário vem aderindo cada vez mais o uso das redes sociais para potencialização de negócios e aumento da sua gama de clientes. As antigas placas de ‘vende-se’ e os tão populares classificados, são notícias de ontem. Adapte-se ou morra, é a expressão do momento para empresários e corretores.

Anunciar em portais, gerar conteúdo interessante para as redes sociais, com fotos e informações cada vez melhores, são apenas a ponta do iceberg na luta para impactar o novo consumidor.

Objetivo CAPACITAR, DESENVOLVER e PROVOCAR o profissional a trabalhar com mídias sociais de alto impacto, focado em resultados práticos e na mensuração das estratégias adotadas, através de ferramentas e exercícios poderosos.

Público-alvo Construtoras, imobiliárias, incorporadoras, sindicatos e associações relacionadas ao mercado imobiliário. Profissionais de marketing, analistas de comunicação, diretores e gestores que atuam na área.

B 2 B Social Media® – Vinhedo | Valinhos | Campinas | (19) 99894.9388 Whatsapp ou (19) 3876.5218 | www.b2bsm.com.br | denys@b2bsm.com.br

B 2 B Social Media®  – Vinhedo | Valinhos | Campinas & Região Metropolitana 

Curso Facebook Marketing – Estratégias de Sucesso

Curso Facebook Marketing – Estratégias de Sucesso

facebook-banner

Aula 1 – Introdução ao Facebook Marketing;
Aula 2 – Como utilizar as fanpages no marketing de sua empresa;
Aula 3 – Como usar o perfil pessoal no Marketing Digital;
Aula 4 – O uso do Benchmarking nas estratégias de Marketing no facebook;
Aula 5 – Como criar páginas personalizadas em fanpages;
Aula 6 – Agendamento de postagens no facebook;
Aula 7 – Postagens Patrocinadas X Postagens Gratuitas.
Aula 8 – Entenda o EdgeRank e descubra como melhorar seus resultados;
Aula 9 – Otimize seu site com estratégias no Facebook;
Aula 10 – Como melhorar o alcance de suas postagens no facebook;
Aula 11 – Produção de conteúdo para Mídias Sociais;
Aula 12 – Como produzir conteúdo relevante para marketing digital;
Aula 13 – Planejador de palavras chave para marketing de conteúdo;
Aula 14 – Como utilizar os anúncios patrocinados no facebook;
Aula 15 – Como fazer remarketing no facebook;
Aula 16 – Como fazer “e-mail marketing” usando sua fanpage no facebook;
Aula 17 – Conheça as regras do facebok para anúncios patrocinados;
Aula 18 – Como utilizar os grupos do facebook para seu marketing;
Aula 19 – Bônus – Palestra Marketing de Relacionamento em Mídias Sociais;

Carga Horária Módulos Fixos: equivalente a 10 horas/aula;

Suporte: Tire suas dúvidas direto com o professor pelo Chat e pelo Link

Certificação: Certificado de conclusão é enviado assim que o aluno concluir o módulo fixo do curso e o acesso continua liberado para as aulas de atualização até o final do prazo de 12 meses.

B 2 B Social Media®  – Vinhedo | Valinhos | Campinas & Região Metropolitana 

Fonte: Curso Facebook Marketing – Estratégias de Sucesso

Como divulgar imóveis pelo Facebook?

Como-divulgar-imóveis-pelo-Facebook-696x371

O Facebook tem sido uma ferramenta de grande utilidade para todo o mundo empresarial, contemplando empresas de diferentes ramos e aumentando seu alcance junto ao público.Páginas no Facebook podem ser utilizada para que essas empresas divulguem seus novos produtos e serviços, publiquem conteúdos afins ao seu ramo de atuação e também para que mantenham contato mais direto com o cliente. Com o setor imobiliário não há por que ser diferente!

É possível que as imobiliárias e os corretores autônomos criem páginas no Facebook para a divulgação do seu negócio, com álbuns e descrições dos imóveis disponíveis, aumentando consideravelmente a visualização pelos possíveis clientes. Nesse texto vamos dar um passo a passo de como divulgar imóveis pelo Facebook. Acompanhe com a gente!

Criar uma página empresarial

Criar uma página empresarial pelo Facebook é simples e exige poucos minutos. Primeiro, vá até o Facebook e clique no link “Crie uma página”, o botão está localizado no rodapé do site. Ao fazer isso, você encontrará uma interface com várias opções, como “Negócios locais ou local”, “Empresa, organização ou instituição” ou “Marca ou produto”. A opção para negócios imobiliários deve ser “Negócios locais ou local”, onde aparecerá a categoria “Imóveis”. Preencha os campos com os dados e clique em “ Começar”. Basta seguir as instruções dadas pelo Facebook. Depois, insira a foto do perfil de sua empresa, crie a sua descrição e, por fim, determine o endereço dela na rede social, como “Facebook.com/Exemplo”.

Página criada!

Com a criação da página você poderá publicar o conteúdo que desejar, desde textos de apresentação, curiosidades sobre o mercado imobiliário e os próprios imóveis gerenciados por você. A dica é que para cada imóvel você crie um álbum de fotos específico (Clique em “Fotos”, “Álbum” e “Criar álbum”), onde poderá colocar uma descrição geral dos imóveis e legendas específicas sobre cada foto postada. Preze por fotos relevantes, bem iluminadas e com foco, para que os clientes possam ver o imóvel em sua totalidade. Sempre incentive as curtidas e os compartilhamentos em seus textos.

Conseguindo seguidores

De nada adianta criar uma página no Facebook e postar conteúdo se ela não tem seguidores e não recebeu um número relevante de curtidas. A página precisa de pessoas que vejam suas postagens! Para isso, divulgue a página entre seus contatos, através de e-mails e através de sua página pessoal do próprio Facebook, compartilhando as postagens que fez na página empresarial. Em qualquer material de divulgação, coloque os dizeres “Curta nossa página no Facebook. Endereço X”. A visualização de seus imóveis depende do maior número de curtidas na sua página.

Promover site e impulsionar publicação

Se você não está conseguindo curtidas através de sua própria divulgação, o Facebook oferece este serviço de links patrocinados. Ele irá mostrar para vários usuários do Facebook, que não estão entre seus contatos, a existência de sua página para que ela seja curtida. O valor pago ao Facebook será proporcional a quantas curtidas você deseja ganhar por dia e por quanto tempo o anúncio será veiculado. Além da promoção do site há também o serviço de “Impulsionar publicação”, que poderá, por exemplo, divulgar para mais pessoas além dos seus contatos, o álbum de fotos do seu último lançamento imobiliário.

E então, o que achou de nossas dicas? Está pronto para criar sua página no Facebook e aumentar consideravelmente a visualização dos seus imóveis? Qualquer dúvida, escreva pra gente!
B 2 B Social Media® – Vinhedo | Valinhos | Campinas | (19) 99894.9388 Whatsapp ou (19) 3876.5218 | www.b2bsm.com.br | denys@b2bsm.com.br

B 2 B Social Media®  – Vinhedo | Valinhos | Campinas & Região Metropolitana

 

 

Você sabe o que e um Giphy para Facebook

poto.png

O Facebook Messenger recebeu uma atualização que permite a instalação de extensões as opções de uma conversa. Com isso, os usuários do aplicativo podem utilizar a ferramenta Giphy para enviar imagens em formato GIF para seus contatos. Veja como utilizar a extensão para tornar suas conversas no Facebook Messenger ainda mais divertidas.

Aprenda a instalar aplicativos no Facebook Messenger

B 2 B Social Media® – Vinhedo | Valinhos | Campinas | (19) 99894.9388 Whatsapp ou (19) 3876.5218 | www.b2bsm.com.br | denys@b2bsm.com.br

 

B 2 B Social Media®  – Vinhedo | Valinhos | Campinas & Região Metropolitana

Petrobras já vale menos que WhatsApp – e deve meio Facebook

size_810_16_9_petrobras

 

E agora a Petrobras já vale menos que o WhatsApp. Com a ação a R$ 4,45, o valor de mercado da empresa está em US$ 18 bilhões.

O Facebook pagou US$ 19 bilhões pelo Whats em 2014.

O WhatsApp ainda não tem um modelo de negócio para produzir receita de verdade. A Petrobras tem, desde o governo Vargas. O problema é que a nossa petroleira tem outra coisa que o Whats não tem: uma dívida de US$ 128 bilhões.

Isso dá 50% de todo o valor de mercado do Facebook (ou 100% da Volkswagen global, se você preferir um exemplo da velha economia). Pior: só os juros dessa dívida, a maior do mundo, comem tudo o que a empresa tira de lucro.

Se você fosse a Petrobras, estaria trabalhando só para pagar os juros do cartão de crédito, e precisaria ir tirando cartões novos para pagar as contas de casa. Por mais que você trabalhasse, sua conta continuaria vazia, igual o caixa da Petrobras.

Sim, toda empresa grande tem dívida. Mas Petrobras joga em outro campeonato, sozinha.

A Shell, por exemplo, deve US$ 45 bilhões, mas produz o dobro da Petrobras, e também tem seus projetos caríssimos, e também sofre com a baixa recorde do petróleo. O buraco da Petrobras é único.

E fica mais embaixo. Dos quaquilhões que a nossa petroleira deve, US$ 24 bilhões são para agora – a empresa precisa quitar em dois anos, se não vira calote. US$ 24 bilhões é o valor de mercado do Carrefour (ou da Netflix, se você preferir algo da nova economia).

Ou seja: a Petrobras precisa achar um Carrefour de dinheiro em dois anos para continuar viva.

Pense nisso quando alguém te aconselhar a comprar ações da Petro porque elas estão “baratas” demais. Diante da situação da empresa, nenhum valor é barato demais.

O governo, principal acionista da coisa, provavelmente vai ter que arranjar os caminhões de dinheiro que a empresa precisa para quitar pelo menos uma parte desses US$ 24 bi que vencem até o final de 2017.

Mas quem se complica aí são os outros acionistas. Se o governo fizer isso, será em troca de uma fatia ainda maior das ações da empresa – num processo cujo nome técnico é “capitalização”.

Hoje o governo é dono de 8 bilhões de ações da Petrobras. Como existem 13 bilhões de ações da Petrobras, o Estado é dono de 60% da companhia. Isso dá 60% da empresa. Um sujeito que tenha um lote de 100 ações é dono de 7,7 bilionésimos.

Agora vem a sacanagem. Se o governo colocar, tipo, US$ 10 bilhões na Petrobras a título de “capitalização” a empresa vai “pagar o governo” emitindo ações novas e dando para ele. Isso cria uma “inflação acionária”.

O total de ações cresce, mas sem que a empresa tenha aumentado de valor.

Vamos dizer que cresça de 13 bilhões para 20 bilhões de papeis. O dono de todas as ações novas, como a gente viu, é o governo.

Nisso, o Estado passaria a ter 15 bilhões de ações (8 bi das velhas + 7 das novas). Ou seja: passaria a ser dono de 75% da companhia.

E o coitado, filho de Deus, que colocou uma parte do FGTS em ações da Petrobrás, ou que confiou na ideia de virar sócio do governo? O que acontece com as ações dele? Passa a valer menos do que antes.

Um lote de 100 deixa de equivaler a 8 bilionésimos da empresa. Se tornam 4 bilionésimos. No jargão financeiro, esse acionista acaba “diluído”. Isso não tem nada de alienígena: foi exatamente o que aconteceu na última capitalização da Petrobras, em 2010.

Pense nisso quando alguém aconselhar você a comprar ações da Petro porque elas estão “baratas” demais. Diante da situação da empresa, e com essa diluição no horizonte, valor nenhum é barato demais. Qualquer coisa acima de R$ 0,00 é pura aposta.

 

 

B 2 B Social Media® – Vinhedo | Valinhos | Campinas | (19) 99894.9388 Whatsapp ou (19) 3876.5218 | www.b2bsm.com.br | denys@b2bsm.com.br
 
B 2 B Social Media®  – Vinhedo | Valinhos | Campinas & Região Metropolitana