O que é Market Place?

B2B.png

É possível comprar e vender pela internet de inúmeras e diferentes formas. Uma dessas formas, que ganhou bastante destaque nos últimos anos, ocorre pelo Marketplace, um espaço de comércio online que é abastecido de forma colaborativa, no qual diversas empresas vendem produtos ou serviços como se estivessem em um verdadeiro shopping virtual . O Marketplace possui dois níveis de acesso: para lojistas e para clientes. Os lojistas conseguem colocar os produtos à disposição, precificá-los e detalhá-los. Já os clientes podem realizar suas compras e, dependendo do portal, podem até mesmo ler avaliações e classificar o produto. Esse método de venda exige uma colaboração entre o comerciante e o portal, que passam a agir como parceiros.

Essa parceria pode ser negociada por: • Mensalidade; • Percentual sobre as vendas; • Ambos os modos.

Segundo a E-bit, os Marketplaces brasileiros movimentam mais de 30% do comércio online tradicional. Além disso, esse tipo de comércio aumenta a visibilidade da marca nas buscas orgânicas, pois está vinculada a uma plataforma já consolidada. Portanto, quanto melhor for a qualificação da sua marca nos Marketplaces, maior será o seu destaque nos sites de buscas. Os Marketplaces podem ser divididos em três grandes categorias: Massa, Nicho e Boutique. Encontrar o Marketplace correto para um varejista virtual é o primeiro passo para o sucesso de vendas, por isso é importante que você os conheça e encontre o que melhor se adapta ao seu negócio. • Massa: grandes portais que têm um amplo catálogo de produtos e prezam pela profundidade e variedade de estoque. São eles Walmart, Submarino, Mercado Livre e Extra. Recomenda-se que esses sites façam parte da estratégia de vendas de todo e qualquer varejista virtual, pois representa mais uma porta de entrada para vendas e novos consumidores. • Nicho: modelos de Marketplace mais segmentados, em que os varejistas encontram menos competição e acabam elevando a margem de preço de seus produtos, ao exemplo de Enjoei e Elo7. No caso do Enjoei é possível comercializar produtos vintage e buscar um público mais descolado. Já o Elo7 busca clientes que procuram produtos artesanais de produtores locais. • Boutique: os varejistas oferecem produtos exclusivos e de alto valor agregado. O relacionamento com os clientes é maior neste modelo de Marketplace, porém pode haver limitação de vendas e restrição da variedade de produtos oferecidos. Um exemplo é o Marketplace de moda Farfetch. Se a internet é conhecida como o “novo centro comercial”, o Marketplace, com tantas opções, pode ser considerado o “novo shopping”.

Conheça mais os nossos serviços: (19) 99894.9388 ou Whatsapp |www.b2bsm.com.br | denys@b2bsm.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s